Educação & Formação

O CERNAS é apoiado por três Institutos de Ensino Superior Politécnico (Coimbra, Castelo Branco e Viseu), cuja principal missão é produzir e transferir conhecimento, de preferência aplicado, que possa ser usado para o benefício da sociedade.

Os Investigadores do CERNAS estão envolvidos activamente na persecução dos objetivos de ensino e formação das instituições de acolhimento, na medida que assumem a massa crítica de recursos humanos disponíveis.

A ESAC, a ESACB, a ESAV e a ESTGV possuem uma oferta actual de cursos de educação, segmentados em três tipologias. O Curso de Especialização Tecnológica (CET) é uma formação não-superior pós ensino secundário, que visa conferir o nível de qualificação V do Quadro Nacional de Qualificações. Este tipo de qualificação é obtido através da complementaridade entre uma formação secundária geral ou profissional, com uma formação técnica pós-secundária. Foca-se em preparar profissionais de nível superior para as lacunas relevantes identificadas e inerentes as PME da região central de Portugal. Não limita a persecução de estudos no sentido de uma licenciatura ou mestrado, na verdade motiva, mas assume-se como um passo intermedio para o desenvolvimento de competências com elevada procura de mercado.

A ESAC, a ESACB, a ESAV e a ESTGV possuem uma oferta diversificada e actual de primeiros ciclos (licenciatura) e segundo ciclo (mestrado), regulado pelo Decreto-Lei n º 74/2006, de 24 de Março. Os cursos são ministrados nos diferentes departamentos da ESAC, da ESACB, da ESAV e da ESTGV.

O ciclo de estudos conducente ao grau de licenciatura dura 3 anos, que correspondem 180 ECTS.

O ciclo de estudos conducente ao grau de mestre tem uma duração de 2 anos que são equivalentes a 120 ECTS.

Este curso de estudo inclui:

  • Um curso de especialização, constituído por um conjunto organizado de unidades curriculares denominado curso de mestrado, o que corresponde a um mínimo de 50% dos créditos totais do curso;
  • Uma dissertação de natureza científica ou trabalho de projecto, único e realizado especificamente para este fim, ou um estágio de natureza profissional, sujeito a relatório final, de acordo com os objetivos específicos pretendidos, o que corresponde a um mínimo de 35% do total dos créditos do curso.

Dada a proximidade que o CERNAS mantém e estimula com os mercados, nomeadamente PME da região, é cada vez mais incentivada a realização de estágio em contexto profissional. Um mestrado é concedido aos estudantes que, aprovando todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do curso de mestrado, e passando o ato de defesa pública do relatório de dissertação, trabalho de projecto ou estágio tenham obtido o número de créditos definido.

Por ser sediado em Institutos de Ensino Superior Politécnico, o CERNAS, tem de obedecer a Decreto – Lei 49/2005 de 31 de Agosto, que não lhe confere a possibilidade para conferir graus de doutoramento.

Não obstante, o CERNAS está a desenvolver esforços com algumas universidades, que não possuem investigação ou ciclo de estudos nos domínios de acção do CERNAS, mas operaram em domínios complementares, para desenvolver um ciclo de estudos de doutoramento nas áreas agrícolas e alimentar. Dada a singularidade da região no que diz respeito à sua configuração fisiográfica e clima é inerente uma diversidade contrastante de sub-regiões, dando origem a um grande número de produtos e bens de grande valor acrescentado resultado de um setor produtivo diversificado. É pois necessário um ciclo de doutoramento no sentido de preparar especialistas com elevadas competências nos vários domínios pertinentes, de forma a favorecer a competitividade, o crescimento, promovendo assim o desenvolvimento sustentável.

Além disso, IPC, o IPCB e o IPV estão empenhados na construção do Espaço Europeu da Investigação e do Ensino Superior, e na criação de oportunidades a nível regional, de forma a desenvolver o potencial dos seus recursos humanos. Durante o ciclo de 2015-2020, o CERNAS vai esforçar-se ativamente para se envolver em vários estruturas de financiamento internacionais ao nível de Mestrado, inerentes ao programa Erasmus Mundus e programa Edulink. Para este fim os investigadores do CERNAS começaram a estabelecer contactos com potenciais parceiros.

Uma breve exposição sobre a oferta educacional de segundo ciclo (mestrado) disponível na ESAC, na ESACB, na ESAV e na ESTGV encontra-se nas respectivas sub-páginas.

Informação mais detalhada sobre a oferta educacional e formativa da ESAC, da ESACB, da ESAV e da ESTGV pode ser encontrada nos seguintes links:

Oferta formativa da ESAC

Oferta formativa da ESACB

Oferta formativa da ESAV

Oferta formativa da ESTGV

Comments are closed